terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Maioridade

"O menor é abençoado pelo maior." — Paulo. (HEBREUS, capítulo 7, versículo 7.)
Em todas as atividades da vida, há quem alcance a maioridade natural entre os seus parentes, companheiros ou contemporâneos. Há quem se faz maior na experiência física, no conhecimento, na virtude ou na competência. De modo geral, contudo, aquele que se vê guindado a qualquer nível de superioridade costuma valer-se da situação para esquecer seu débito para com o espírito comum. Muitas vezes quem atinge a maioridade financeira torna-se avarento, quem encontra o destaque científico faz-se vaidoso e quem se vê na galeria do poder abraça o orgulho vão. A Lei da Vida, porém, não recomenda o exclusivismo e a separatividade. Segundo os princípios divinos, todo progresso legítimo se converte em bênçãos para a coletividade inteira. A própria Natureza oferece lições sublimes nesse sentido. Cresce a árvore para a frutificação. Cresce a fonte para benefício do solo. Se cresceste em experiência ou em elevação de qualquer espécie, lembra-te da comunhão fraternal com todos. O Sol, com seus raios de luz, não desampara a furna barrenta e não desdenha o verme. Desenvolvimento é poder. Repara como empregas as vantagens de que a tua existência foi acrescentada. O Espírito Mais Alto de quantos já se manifestaram na Terra aceitou o sacrifício supremo, a fim de auxiliar a todos, sem condições. Não te esqueças de que, segundo o Estatuto Divino, o “menor é abençoado pelo maior”.
("Fonte Viva", Emmanuel/Chico Xavier)

Nenhum comentário:

Postar um comentário