sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Religião

O espiritismo é religião de livre exame, sem poderes humanos que lhe domestiquem as manifestações. Na condição de doutrina, é um conjunto de ensinamentos lógicos, visando ao aperfeiçoamento moral, sem que lhe possamos desfigurar a grandeza, contudo, no setor da interpretação, não nos esqueçamos que a visão da verdade não é igual para todas as inteligências que transitam na terra, em múltiplos graus evolutivos. Devemos, portanto, contar em qualquer organização espírita com senões e deficiências que nos refletem as falhas e imperfeições. Leais à nossa identidade de kardecistas, não precisamos aplaudir o erro para sermos agradáveis, exaltando a mentira, e nem nos compete o papel de censores para sermos cruéis, aniquilando a esperança. O programa de nossa tarefa em qualquer ambiente se resume em compreender e auxiliar. (André Luiz, em "Sol nas Almas")

Nenhum comentário:

Postar um comentário