sábado, 18 de setembro de 2010

Responsabilidade

O conhecimento que liberta, propõe ao homem uma consciência responsável. A responsabilidade decorre da perfeita identificação entre o que o indivíduo conhece e a forma pela qual se comporta. É conquista intelecto-moral de relevância para a vigência da vida enobrecida na terra. Sem ela, falecem todas as tentativas de elevação, porque se fazem torpedeadas pelas imperfeições morais dos que se comprazem na infância espiritual e na delinqüência que é grave enfermidade do espírito. O operário, por mais modesto, é sempre responsável pela tarefa que desempenha. A responsabilidade varia de grau, não, porém, de intensidade. (Joanna de Ângelis, em "Responsabilidade", 1987)

Nenhum comentário:

Postar um comentário